"Aparelhos Ortopédicos Funcionais"
Klammt
R.F. - Fränkel

Os primeiros aparelhos ortodônticos e ortopédicos faciais, mais efetivos, surgiram a cerca de 100 anos, eram aparelhos Removíveis (móveis) feitos de vulcanite (um tipo de borracha), os fios eram feitos com cordas de piano que enferrujavam precisando ser trocados com freqüência, com a evolução tecnológica, estes aparelhos passaram a ser confeccionados de resina acrílica e fios de aço inoxidável ou ligas metálicas especiais.

Dentre estes aparelhos removíveis surgiu uma categoria de aparelhos, também muito antiga, chamada de "Ortopedia Funcional" ou como alguns preferem "Ortopedia Funcional dos Maxilares", a esta categoria pertencem centenas de modelos de aparelhos a maioria deles desenvolvidos na Europa e principalmente na Alemanha devido principalmente a seu baixo custo frente às dificuldades econômicas do pós-guerra.

Muito tempo depois a cerca de meio século, surgiram os aparelhos fixos que no início eram feitos de ouro, atualmente são de aço e/ou ligas especiais. Tanto para os aparelhos fixos como para os removíveis surgiram muitas técnicas, filosofias e princípios científicos.

"O bom mecânico deve conhecer e saber utilizar ao máximo todas as ferramentas existentes, tirando o maior benefício possível das mesmas". A nosso ver os aparelhos são como ferramentas e por esta razão somos ecléticos, nós testamos praticamente toda a infinidade de aparelhos fixos, removíveis (móveis) e auxiliares que tenham respaldo científico e selecionamos aqueles que nos oferecem maior eficiência (melhores resultados no menor tempo possível), estabilidade dos resultados e conforto para o paciente.

Os aparelhos "Ortopédicos Funcionais" também chamados de "ativadores ou propulsores mandibulares" tem como principal função estimular ou em algumas situações inibir o crescimento da mandíbula (maxilar inferior) Estes aparelhos quando indicados, pelo diagnóstico e plano terapêutico, são de muita valia em determinados estágios da terapia ortodôntica e ortopédica facial, mas são aparelhos normalmente de atuação lenta "Homeopáticos". Dentre estes aparelhos nós costumamos utilizar com maior freqüência os aparelhos de "Klammt" e os Reguladores de Função de Fränkel.

Aparelhos fixos completos "Full Braces" ou "Braces"

Aparelhos fixos completos “Braces” são o mecanismo que nós ortodontistas utilizamos para se conseguir um controle preciso sobre os dentes.Em outras palavras, eles são empregados normalmente somente quando nós queremos ter um melhor controle na movimentação dos dentes. Tradicionalmente, “aparelhos fixos completos” envolvem bandas ou anéis que são colocados nos dentes molares (que envolvem completamente o dente) e “brackets” que são colados em quase todos os dentes, na frente ou por trás (aparelho lingual).

Estas fotografias ilustram alguns tipos de “aparelhos fixos completos” que nós oferecemos: o de metal tradicional, o dourado (banho com um metal dourado); o de plástico e o de porcelana (ambos da cor do dente), portanto mais estéticos, além do aparelho lingual (fica por “dentro” dos arcos dentais) estes últimos promovem o máximo de estética.